Igreja dos séculos XVIII a XX. No séc. XVIII a Ermida é integrada na Quinta de S. Vicente, propriedade de D. Joaquim de Pina Manique.

Em 1755, é destruída pelo Terramoto. Foi reconstruída e totalmente restaurada no séc. XX, reabrindo ao culto de Nossa Senhora dos Remédios.
Igreja de arquitetura em estilo Vernacular Pombalino com paredes de alvenaria. A decoração do seu interior é simples com estuques relevados.

No exterior, frontaria com platibanda e cunhais de pináculos com pendentes em relevo. Destaque para o alpendre em colunata arquitravada, pertencente à construção original do templo.

detalhes